Dietoterapia Energética Elementos: Terra e Metal

Rate this post

Dietoterapia Energética Elemento Terra

Estação: Fim do verão
Clima: Umidade
Órgãos: Baço/pâncreas, Estômago
Órgãos dos sentidos: Boca
Partes do corpo: Músculos
Manifestações físicas: Lábios
Emoção: Simpatia
Sabor: Doce
Cor: Amarelo

Uma pessoa com este forte elemento será centrada, bem integrada e sentir-se-á à vontade consigo mesma e com o mundo exterior. Uma pessoa com deficiência nesta função tenderá a tornar-se obcecada, procurando constantemente respostas e apoio nalgum outro lugar, sem nunca perceber que isso deve vir de si mesma. Emocionalmente, o elemento terra
representa simpatia e compreensão. Se uma pessoa perde contato com a terra o resultado pode ser auto-piedade, ceticismo e cinismo.

Os sinais de perturbação do elemento terra manifestam-se na forma de nervosismo, instabilidade, insegurança e sensação de isolamento. Quando o elemento terra não é suficientemente fértil, podem ocorrer problemas de concepção, esterilidade e nascimento.

Dietoterapia:

Vegetais: erva-doce, alface americana, ervilha;

Frutas: tâmara, pera, nozes;

Carnes: carne bovina, carne de vitela, lombo;

Dietoterapia Energética Elemento Metal

Estação: Outono
Clima: Seco
Órgãos: Pulmões, intestino grosso
Órgãos dos sentidos: Nariz
Partes do corpo: Pele e cabelo
Manifestações físicas: Pele
Emoção: Melancolia
Sabor: Picante
Cor: Branco

Problemas com a estrutura e a força do corpo e da mente, são sintomas de
desequilíbrio do metal. Se a energia estiver a circular fluentemente, emocionalmente a pessoa sente-se feliz e otimista. Caso contrário, acontece o oposto: depressão, angústia e tendência para chorar manifestam-se. Uma pessoa com debilidade neste elemento será lenta e letárgica, terá tendência para a depressão e a sua resistência será baixa, especialmente no outono quando terá resfriados, gripes e problemas nos brônquios. Quando o metal for particularmente fraco pode gerar uma sensação de fraqueza e pressão no peito, aperto no diafragma e uma incapacidade para reunir a energia necessária para executar os seus planos.

Dietoterapia:

Vegetais: picantes (agrião, rúcula, aipo, cebola, alho, rabanete, mostarda);

Carnes: galinha;